Porte de arma para Advogados
4 de outubro de 2016
TJGO manda prosseguir concurso da Polícia Civil de Goiás
14 de outubro de 2016
Ver Tudo

Como reduzir a prestação do empréstimo consignado?

O consignado é um contrato que escraviza, e leva ao endividamento perpétuo. Quantas vezes você já precisou implorar para o gerente liberar seu salário? Isso pode acabar!
Outro dado importante é que 90% das pessoas que possuem empréstimo consignado também estão devendo no cheque especial, logo 30% do salário já é descontado diretamente na folha de pagamento, e o restante do salário engolido pelo saldo devedor e pelos juros abusivos do cheque especial, mas isso tem solução, e nós sabemos como resolver!
Defendemos a tese de que o empréstimo consignado deve ser calculado sobre osalário base (salário da categoria, sem os benefícios agregados) e não sobre osalário bruto.  Os benefícios e horas extras não são itens fixos, e sendo assim a qualquer momento podem deixar de fazer parte da renda (auxílio doença, acidente de trabalho).  A margem do consignado jamais poderá exceder 30% do saláriorenda (salário base).
Ocorre que na maioria dos casos o banco excede esse limite e passa a descontar diretamente na conta corrente ou na conta salário, momento em que acaba bloqueando  todo o salário do consumidor, o que é ilegal e inconstitucional. Saiba que seu salário é  impenhorável, por ser considerado item de subsistência familiar. O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal detém as folhas de pagamentos de praticamente todo funcionalismo público e são os principais infratores da legislação.  Cerca de 90% dos funcionários públicos estão endividados.
Esse produto bancário também pode ser contestado e sua dívida reduzida.  O sistema de cálculo empregado é o mesmo aplicado aos financiamentos imobiliárioslogo, podem ser contestados uma vez que a maioria do judiciário entendem que os juros aplicados (juros sobre juros) são ilegais.
Através de uma perícia financeira detalhada conseguimos demonstrar essas diferenças e você perceberá o quanto está sendo enganado.
Como atuamos: Devido a nossa expertise, tempo de atuação nesse segmento (mais de 10 anos) e ao grande volume de clientes defendidos, conquistamos o respeito e reconhecimento por parte das financeiras e bancos, criando assim canais privilegiados de negociação e renegociação de dívidas junto a eles, evitando em muitos casos a necessidade de ações judiciais, trazendo resultado aos nossos clientes de forma mais ágil e econômica.
Banco Central: Nosso principal diferencial se baseia no fato de utilizarmos informações lançadas de sua dívida pelo próprio banco junto ao banco Central, na maioria dos casos essas informações são divergentes, demonstrando portanto; que a evolução da sua dívida e a cobrança da mesma estão irregulares. Essas informações são utilizadas por nossa equipe tanto no procedimento administrativo junto às instituições financeiras, como também na ação revisional.
Ação Revisional Empréstimo Consignado Caso os procedimentos administrativos não surtam efeito junto ao Banco, contamos com uma equipe jurídica e peritos financeiros altamente qualificados para promover a revisão e redução da dívida judicialmente.
Ao dar entrada na ação revisional solicitamos ao juiz uma liminar para depositar em juízo a prestação menor, prestação essa que será apurada após realizarmos aperícia financeira.  Buscamos também manter seu nome limpo, sem restriçõesjunto ao SPC e Serasa.
Fique Tranquilo, você está no lugar certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.